domingo, outubro 09, 2005

Ausências, eleições e o resto

Nem férias, nem campanhas eleitorais, nem motivos de força maior. Pois... Ausências são ausências, porque sim, e pronto.
Admito que a última postagem poderá induzir em especulação ou suposições pouco realistas. Mas a verdade é que, se leituras não me têm faltado, a última não foi decerto a obra poética do M.A.. Poetas, poetas, blogues à parte.
E por falar de eleições, desculpem-me os amigos socialistas, mas a derrota dos candidatos às Câmaras de Sintra e Lisboa, está a saber-me a pouco! Aqueles dois cantaram de galo demasiado cedo e a sua arrogância em nada os beneficiou. Nem o ilegal apelo do paizinho Mário ajudou à festa.
Quanto aos Isaltinos, Fatinhas, Valentins, etc., diz-se que o povo é quem mais ordena... mas que povo é este que vai atrás de quem o engana?

2 Opiniões:

Blogger rajodoas opinou...

Pelos vistos é o povo que o país merece
e ao qual me envergonho pertencer.

segunda out. 10, 07:38:00 da tarde  
Blogger bárbara opinou...

uma palavra: ignorância.

terça out. 11, 09:01:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Caminho de volta